A Algar adquiriu viaturas lava-ecopontos automatizadas - Algarlife A Algar adquiriu viaturas lava-ecopontos automatizadas - Algarlife
A Algar adquiriu viaturas lava-ecopontos automatizadas

A Algar adquiriu viaturas lava-ecopontos automatizadas

A aquisição de duas viaturas lava-ecopontos automatizadas pela Algar, a empresa de tratamento de resíduos sólidos, proporcionou um donativo do consórcio vendedor ao Banco Alimentar, a entidade de apoio social eleita pela Algar.

As duas novas viaturas lava-ecopontos, representam um investimento que permite lavar e higienizar os ecopontos de superfície, afetos à recolha seletiva na região do Algarve, dando cumprimento ao indicador “Lavagem de contentores”, inerente à “Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos Prestados aos Utilizadores”.

Na sequência desta aquisição, a “AW Machinery BV” e a “SOMA – Environmental Solutions, Lda.”, fornecedores dos referidos equipamentos, nomearam a Algar para indicar uma instituição local de cariz social com o objetivo de atribuírem um donativo, no âmbito da sua responsabilidade social, para o desenvolvimento de projetos que beneficiem a população da região.

O Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF-Algarve) foi a instituição eleita, tendo recebido um donativo no valor de 6.000,00€. Com este gesto, o consórcio procura dar o “mote” para que outras empresas possam seguir o seu exemplo, ajudando esta ou outras instituições locais, que cada vez mais são procuradas por famílias carenciadas.

Refira-se que o BACF-Algarve, é uma instituição que luta contra o desperdício, recuperando excedentes alimentares para os levar a quem tem carências alimentares, mobilizando pessoas e empresas, que a título voluntário, se associam à sua causa.

O Banco Alimentar do Algarve presta apoio a 23.799 pessoas através de 116 instituições da região. Entre 1 de Abril e 31 de Agosto deste ano, foram entregues 1.878.809 unidades de produto, no valor de 1.845.274,40€, comparativamente com 2019, em que foram entregues 1.195.540 unidades no valor de 1.189.804,28€. A pandemia COVID19 causou um impacto no aumento das quantidades distribuídas na ordem dos 57% e um aumento no apoio alimentar prestado com mais 655.470,12€




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.