Autarquia de São Brás cria o ‘Fundo Social de Emergência’!

Atenta à dura realidade de muitas famílias, a Câmara Municipal de São Brás de Alportel decidiu melhorar a resposta a dar às situações mais emergentes de carência social e económica, que afetam algumas famílias do município com a criação do Fundo Social de Emergência.

O prolongamento do complexo quadro financeiro do país tem contribuído para intensificar as situações de carência social e económica existentes, verificando-se o aumento do número de famílias que estão a ser acompanhadas pelos Serviços Sociais do Município.

São cada vez mais os lares que mensalmente recebem apoios alimentares através da Plataforma Local de Ajuda Alimentar, numa parceria que junta a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia, a Santa Casa da Misericórdia, os núcleos locais da Cáritas e o Exército de Salvação, para além das largas dezenas de famílias que são apoiadas pela Loja Social ao longo do ano, com todo um conjunto de bens de primeira necessidade.

O número de novos processos na Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de São Brás de Alportel é igualmente crescente bem como o surgimento de novas situações de verdadeira emergência social, com crianças de muito tenra idade a precisarem de toda a ajuda possível.

Com estes objetivos e de modo dar a mais rápida e eficaz resposta a este tipo de necessidades, a autarquia pretende dar continuidade ao profícuo trabalho de parceria que tem vido a ser desenvolvido no território são-brasense na área social, através da Rede Social e de outras estruturas informais, a Câmara Municipal de São Brás de Alportel criou uma nova resposta: o Fundo Social de Emergência.

Este Fundo destina-se a casos de emergência social, nomeadamente para aquisição de bens de primeira necessidade, artigos de bebé, medicamentos e todo um conjunto de outras situações, devidamente justificadas e fundamentadas na intervenção social.

A nova resposta social será gerida em parceria pelos Serviços Sociais Municipais, a quem cabe encaminhar os pedidos de utilização, devidamente fundamentados nas intervenções sociais em curso, e por uma instituição particular de solidariedade social local, o Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Câmara Municipal e Junta de Freguesia.

A proposta de criação desta nova resposta social mereceu a aprovação unânime do executivo municipal na reunião de dia 29 de dezembro e terá por base um apoio financeiro atribuído pela Câmara Municipal, podendo contar no futuro com o apoio de diversas entidades e beneméritos.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*