Um terço da população residente em Portugal viajou mais

Residentes em Portugal viajaram mais no 3º Trimestre!

18

Cerca de um terço da população residente em Portugal (33,8%), efetuou pelo menos uma viagem turística no decorrer do 3º trimestre de 2015, um aumento de mais 3,7 p.p. que no 3º T 2014. Entre a população que viajou, 52,5% correspondeu ao sexo feminino, informa hoje o INE.

O número de viagens ascendeu a 6,96 milhões de deslocações turísticas no 3º trimestre de 2015, das quais 9,7% foram realizadas para o estrangeiro. Do total de deslocações, 4,1 milhões (58,6%) tiveram como motivação o “lazer, recreio ou férias” e 33,8% tiveram por objetivo a “visita a familiares ou amigos”.

O “alojamento particular gratuito” foi a opção maioritária dos Residentes em Portugal, abrangendo 59,4% das dormidas, enquanto aos “hotéis e similares” corresponderam 22,4% das dormidas.

O escalão etário compreendido entre os 25 e os 44 anos reuniu 30,2% do total de turistas portugueses, enquanto o escalão 45-64 anos abrangeu 27,1% deste total, com pesos acrescidos em 0,6 p.p. e 1,0 p.p. respetivamente face ao período homólogo de 2014. No escalão de 65 ou mais anos registou-se perda de representatividade (-1,6 p.p.).

As viagens de avião representaram 7,9% do total, as quais registaram uma subida de 1,1 p.p. na sua representatividade, incremento relacionado com o aumento das deslocações para o estrangeiro.O automóvel continuou a ser o meio de transporte mais expressivo, concentrando 84,4% das deslocações realizadas.

As viagens de curta duração, até 3 noites, dos residentes em Portugal, representaram 51,4% do total de deslocações turísticas, ascendendo a 3,6 milhões e aumentando 20,7%. O aumento do peso relativo das viagens de curta duração, face às mais prolongadas, ocorreu apenas em julho e agosto.

As deslocações de longa duração, de 4 e mais noites, cresceram 11,8% atingindo cerca de 3,4 milhões.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.