Passageiros retidos horas em avião da Ryanair em vídeo

11

Um vídeo que relata o sucedido num Vôo da Ryanair Londres (Stansted) – Porto, que devia ter partido às 20:25, no passado dia 14 de Fevereiro e que sujeitou os passageiros a mais de sete horas de espera, dentro do avião, que se encontrava inativo na placa do aeroporto, alegadamente devido a ventos fortes, está a transformar-se em viral, quando já leva mais de 1 milhão e 250 mil visualizações.

Pelo conteúdo do vídeo, os passageiros reclamaram a falta de ar condicionado, assistência e a disponibilidade de água ou alimentos, sem que a companhia tenha tido uma resposta adequada à situação, até que alguém chamou a polícia e só após a subida de um agente policial ao avião, é que foi possível o desembarque dos passageiros para o terminal, mais de sete horas depois.

Segundo a PressTur, que contatou a Ryanair, para esclarecer o conteúdo do vídeo, aquela terá respondido que para além do problema dos ventos, houve um outro problema relacionado com o abastecimento de combustível, mas não se terá referido sequer às horas que os passageiros tiveram de suportar inativos dentro da aeronave, sem obter explicações, água ou alimentação, ou à chamada da polícia pelos passageiros.

A 21 de Abril quando o vídeo já levava cerca de 450 mil visualizações, a Ryanair, volta ao contato com a PressTUR, para desmentir o conteúdo do mesmo, negando as reclamações feitas pelos passageiros naquele conteúdo, afirmando que quem chamou a polícia foi o capitão, que o capitão ligou o ar condicionado, que foi proporcionada água aos passageiros, que distribuiu vales de refresco quando os passageiros saíram para o terminal e que os passageiros somente estiveram retidos dentro do avião duas horas, mas, o que não se percebe, porque afirma nesse comunicado que o avião partiu às 07:50.

No entanto no vídeo pode ver-se o registo dos tempos, onde só após sete horas e 25 minutos é que se verificou a saída dos passageiros para o terminal. O vídeo revisto hoje já tinha ultrapassado o milhão e duzentas e cinquenta mil visualizações.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.