O caminho dos Reis Magos e cantar as Janeiras em Lagoa

7

Lagoa-DIA DOS REIS-300 _abA cidade de Lagoa comemora o Dia de Reis e as Janeiras no próximo dia 9 de janeiro, com o desfile etnográfico “O caminho dos Reis Magos”, uma iniciativa da Câmara Municipal promovida em parceria com o Rancho Folclórico do Calvário, que pretende renascer uma tradição secular, com o envolvimento da comunidade, em defesa do seu património imaterial.

Integrado no Programa de Atividades da Cidade do Vinho 2016, volta a ser revivida a tradição das comemorações do Dia de Reis no Algarve, com início às 15 horas, no Largo do Auditório Municipal, com a partida dos 3 Reis Magos a cavalo e dos Grupos de Cantares que, em cortejo, seguirão até ao Largo 5 de outubro, para oferecerem as prendas ao Menino.

Os Grupos entoarão os tradicionais cânticos de Boas Festas e de Reis, as tradicionais Janeiras, no coreto daquele Largo. As comemorações terminarão por volta das 20 horas, com um beberete onde serão servidos os tradicionais doces da época, queijos e enchidos e os vinhos da região.

O Dia de Reis a 6 de janeiro, segundo a tradição cristã, é aquele em que Jesus Cristo recém-nascido recebeu a visita dos três Reis Magos, que a tradição surgida no século VIII converteu nos santos Belchior, Gaspar e Baltazar. Nesta data, encerram-se para os católicos os festejos natalícios, sendo desarmados os presépios e retirados todos os enfeites.

Em Portugal consome-se tradicionalmente, entre o Natal e o Dia de Reis, o Bolo Rei, popularizado no século XIX, a partir duma receita originária do sul de Loire. O primeiro registo de venda deste bolo em Lisboa foi em 1870 e no Porto em 1890, tendo corrido o risco de acabar aquando da proclamação da República, por ser o Bolo “Rei”, o que não aconteceu.

Outra tradição ligada a esta quadra, Cantar as Janeiras, é mantida por grupos de pessoas entoando músicas tradicionais pelas ruas, a anunciar o nascimento de Jesus e a desejar um feliz Ano Novo. Vão de porta em porta esperando que, depois de cantar, os residentes lhes ofereçam as janeiras, normalmente produtos alimentares próprios da época) que dividem entre si.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.