Michelle des Bouillons surfou a onda grande da Baixa da Viola - Algarlife Michelle des Bouillons surfou a onda grande da Baixa da Viola - Algarlife

Michelle des Bouillons surfou a onda grande da Baixa da Viola

Michelle des Bouillons foi a primeira atleta a surfar a onda da Baixa da Viola, na Ribeira Grande, ilha de São Miguel, naquele que foi um momento histórico para o surf dos Açores. Com esta proeza a surfista brasileira, destacou-se por ser a primeira mulher a surfar aquele pico de ondas grandes, que tem estado a atrair à Ilha de são Miguel, alguns dos mais corajosos surfistas.

Michelle des Bouillons de 30 anos esteve em Portugal a convite da “surf expedition trip”, uma iniciativa do programa “Gigantes da Nazaré”, com o apoio da Associação de Turismo dos Açores.

A estreia de Michelle em solo português previa-se especial, pela curiosidade confessada em torno das belezas naturais e das ondas açorianas, mas o que aconteceu a 9 de Fevereiro foi surpreendente, até para a surfista, a primeira mulher a alcançar este feito ao surfar uma onda com mais de 15 pés.

“Quando me proponho a surfar uma onda que não conheço, vou pela experiência e pela vontade de explorar novos horizontes, mas quando recebo uma notícia dessas, me sinto como uma exploradora colocando a bandeira do surf feminino em locais extremos, onde somente os atletas mais bem preparados conseguem chegar”, partilhou a atleta. Ciente de que a conquista traz mais atenção ao seu trabalho, diz sentir-se “muito privilegiada por poder representar o surf feminino e incentivar mulheres (de todas as áreas) a vencerem seus medos e encarar novos desafios”.

Com uma situação geográfica que privilegia a prática de desportos náuticos, os Açores continuam a afirmar-se como destino para a prática de surf do arquipélago, mas também de bodyboard, stand up paddle, ou windsurf para profissionais e curiosos. No caso de São Miguel, a região da Ribeira Grande é ja reconhecida como a “capital do surf”, pelas grandes ondas, pela qualidade das águas, pelos momentos de aventura e deleite que oferece a quem escolhe a zona para se aventurar, e porque acolhe há mais de 10 anos provas de surf de âmbito internacional. A segurança da prática desportiva deve ser sempre garantida e, no caso desta expedição, foi coordenada por Marco Medeiros, certificado pelo Big Wave Risk Assessment Group, surfista e piloto de moto de água com experiência de apoio e salvamento de vários surfistas nacionais e internacionais, tanto nos Açores como nas grandes ondas da Nazaré.

O Gigantes de Nazaré é um desafio internacional de tow-in, que desafia os limites da natureza, e que transformar a modalidade na Fórmula 1 do surf mundial, onde o homem e a máquina trabalhem em total sinergia. Além disso, esta plataforma pretende difundir conteúdos digitais e informações úteis relacionados com o surf, de Portugal para o mundo.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »