Atividade Turística em 2014 segundo a OMT

11

Segundo os dados provisórios da Organização Mundial de Turismo (OMT), divulgados hoje pelo INE, as chegadas de turistas internacionais, ao nível mundial, em 2014, atingiram 1 134,7 milhões, mais 4,4% que em 2013.

A Europa recebeu mais de metade dos turistas internacionais (51,4%), superando em 3,0% os resultados do ano anterior. O continente americano registou o maior incremento (+8,1%), secundado pela Ásia e Pacífico (+5,4%). O Médio Oriente (+4,6%) apresentou uma recuperação assinalável (-3,4% em 2013).

De acordo com os dados do “Inquérito à permanência de hóspedes na hotelaria e outros alojamentos”, os resultados da hotelaria foram globalmente positivos. O número de hóspedes fixou-se em 15,0 milhões (+12,6% que em 2013) e as dormidas em 43,5 milhões (+11,0%).

O mercado interno proporcionou 6,1 milhões de hóspedes e 12,7 milhões de dormidas, respetivamente +13,1% e +14,1% que em 2013, enquanto os mercados externos originaram 8,9 milhões de hóspedes (+12,2%) e 30,8 milhões de dormidas (+9,8%).

Os proveitos totais na hotelaria fixaram-se em 2,1 mil milhões de euros (+12,9%) e os de aposento em 1,5 mil milhões (+13,7%).

Em 2014, o conjunto dos meios de alojamento, hotelaria, turismo no espaço rural e alojamento local, registaram 17,3 milhões de hóspedes (+13,9%) e 48,8 milhões de dormidas (+12,1%). A hotelaria representou 86,5% do total dos hóspedes e 89,2% das dormidas.

Receitas turísticas em Portugal acentuaram aumento

De acordo com os dados do Banco de Portugal relativos à rubrica “Viagens e Turismo” da Balança de Pagamentos em 2014, as receitas aumentaram relativamente ao ano anterior (+12,4% face a +7,5% em 2013), superando o patamar dos 10 mil milhões de euros (10 394 milhões de euros). As despesas em viagens e turismo atingiram 3 318 milhões de euros, o que representa um aumento de 6,4% quando comparado com 2013. Em 2014, o saldo desta rubrica atingiu 7 mil milhões de euros, refletindo um crescimento de 15,4% (+8,3% em 2013).




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.