As propriedades da Cera de Abelha

9

As propriedades da cera natural de abelha, são conhecidas desde os primórdios da humanidade. Os egípcios, já utilizavam a cera de abelha para mumificar e as mulheres egípcias da antiguidade, também usavam uma solução de cera e mel para depilar braços e pernas.

Entre os Romanos a cera de abelha era utilizada para modelar o perfil humano. Além disso, os romanos eram conhecidos por fabricar frutas de cera que eram impossíveis de ser diferenciadas das originais. Praticamente todos os povos da antiguidade usavam cera nas cerimonias religiosas.

A cera de abelha é obtida através da coleta controlada dos favos de mel em apiários e/ou na natureza. É produzida pelas glândulas cerígenas que se localizam no abdómen das abelhas jovens. Elas ingerem mel e pólen, e após 24 horas expelem uma minúscula escama de cera de coloração branca.

Para a produção de meio quilo de cera, são normalmente necessários entre 3 e 4 quilos de mel, a coloração varia conforme o tipo de abelha e a vegetação à volta da colmeia, cuja tonalidade vai do branco a próxima do Caramelo.

É composta por ácido cerótico e palmítico, é isolante, funde a 63/64 graus centigrados, amolece a partir dos 35 graus, tem densidade próxima da água, contém ainda cerca de 5% de pólen, 5% de própolis e vitamina A na proporção de 4096 UI/100g, detém um elevado valor medicinal

É solúvel em gorduras, azeites, benzina, sulfato de carbono, terebentina, éter e clorofórmio. É um ingrediente muito utilizado na produção de cosméticos, maquilhantes, cremes, mascaras e medicamentos, produtos médicos, refratários, para dentição infantil, depilação e muitas outras.

Formulada com outros ingredientes naturais, a cera de abelha, reforça a qualidade do tratamento dérmico,  sobretudo quando em presença de peles mais danificadas.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.