Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e V.R.S. António

Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e V.R.S. António

17

O dia da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, a primeira Reserva Natural criada no continente português, assinala-se a ​​​​27 de março, data em que foi criada através do Decreto​ n.º 162/75, de 27 de março.

O interesse biológico da zona, nos seus múltiplos aspetos, ecológico, botânico, ornitológico (i.e. de aves) e ictiológico (i.e. de peixes), o valor arqueológico do aglomerado urbano de Castro Marim, estiveram na origem da criação desta Reserva.

Trata-se de um local de passagem, invernada e nidificação de numerosas espécies de aves, sendo uma das áreas de maior interesse ornitológico (i.e. para as aves) do nosso país. Nesta reserva encontram-se também registadas 462 espécies de plantas, que se destacam pelo seu elevado estatuto de conservação.​

Esta área também é rica na salicultura, principal atividade económica da zona húmida da Reserva Natural. Por seu lado, a agricultura é a atividade por excelência das zonas secas. As salinas ocupam cerca de 30% da área da Reserva Natural, maioritariamente de exploração artesanal. Com o objetivo de revitalizar esta atividade, a Reserva Natural desenvolveu um processo de certificação do sal marinho tradicional, assente na sua elevada qualidade.

Na zona envolvente à Reserva existem numerosas edificações com valor patrimonial, essencialmente na vila de Castro Marim e na cidade de Vila Real de Santo António. Ainda persistem vestígios de ocupação pré-histórica, fenícia, romana, árabe e cristã.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.