Jovens Europeus arriscam a vida nas “selfie´s” ao volante!

39

A tendência “selfie”, os auto-retratos feitos com ’smartphones’, parece ter contaminado não só as novas gerações, mas também celebridades e personalidades de todos os setores de atividade, nos quais se incluem por exemplo, o presidente Barack Obama ou mesmo o Papa.

Mas esta é uma tendência que pode ser demasiado perigosa, quando praticada sem olhar “onde” e “como”. Um estudo recente, revelou que um em cada quatro jovens na Europa já fizeram uma “selfie” a conduzir e quase metade dos jovens condutores, admitiram ter utilizado o ‘smartphone’ para tirar uma fotografia ao volante, uma conduta que reconhecem, ser muito perigosa.

Neste estudo que contou com a participação de 7000 jovens utilizadores de ‘smartphones’, com idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos, também ficou patente que uma em cada quatro pessoas já consultou as redes sociais ao volante e que os jovens condutores do sexo masculino, são os que mais ignoraram os riscos.

Como consequência dessa atitude irresponsável e muito perigosa, cresce o registo de acidentes de automóvel no primeiro semestre do ano, resultando num número de feridos e mesmo mortes, provocados pela distracção do condutor, nos momentos de fazer a “selfie”.

Consciente de que os acidentes de automóvel são a principal causa de morte dos jovens condutores, a Ford introduziu em 2013 na Europa, um prémio para o vencedor do programa “Ford Driving Skills for Life”, um programa de formação que incluiu mais de 5000 condutores entre os 18 e os 24 anos, que também foi disponibilizado online alcançando muitos mais jovens.

Em 2014, a Companhia pretende expandir o programa para incluir os perigos de tirar uma “selfie” e de utilizar as redes sociais durante a condução.

“Tirar uma “selfie” com o ‘smartphone’ tornou-se para a maioria dos jovens algo que faz parte do seu quotidiano, mas é a última coisa que deveríamos fazer atrás de um volante”.

Para Jim Graham, responsável pelo Programa Ford Driving Skills for Life, “ É mesmo muito preocupante, que tantos jovens condutores tenham admitido que fazem fotos enquanto conduzem”.

A Ford concluiu que tirar uma “selfie” ao volante pode distrair o condutor durante 14 segundos, navegar nas redes sociais pode distrair 20 segundos, o tempo suficiente para que um automóvel que se desloque a 100km/h percorra uma distância equivalente a cinco campos de futebol.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.