Hotelaria do Algarve bateu recorde em proveitos

24

A Hotelaria algarvia superou em onze meses, o seu recorde em proveitos, que datava do total do ano de 2012, ao atingir os 598,1 milhões de euros, no período de Janeiro a Novembro de 2013. Quando comparado o período homólogo, o Algarve teve uma subida de +4,1% ou mais 23,4 milhões, para 598,1 milhões, com um aumento de dormidas na ordem dos +3,6%.

Quando se comparam estes aumentos com a evolução das dormidas, Lisboa e Algarve são os únicos que têm os maiores aumentos dos proveitos, aumentos da receita média por dormidas, com +1,7%, para 58,3 euros, e +0,5%, para 41,3 euros.

Segundo dados publicados ontem pelo INE (Instituto Nacional de Estatística), a hotelaria do Norte de Portugal e de Lisboa, também superaram os seus recorde anuais que eram, de 223,8 milhões de euros em 2010 e de 577,1 milhões em 2007, respetivamente.

A maior queda da receita média por dormida aconteceu nos Açores, em 3,8%, para 42,1 euros, seguindo-se o Centro, com -3%, para 42,8 euros, o Norte, com -1,9%, para 45,7 euros, o Alentejo, com -1,1%, para 49,3 euros, e a Madeira, com -0,2%, para 45 euros.

Mas a hotelaria açoreana foi a que teve o maior aumento do número de dormidas de Janeiro a Novembro, com +10,7%, para 1,03 milhões, seguindo-se a Madeira, com +8,3%, para 5,659 milhões, Norte, com +7,9%, para 4,62 milhões, Lisboa, com +6,4%, para 9,5 milhões, e Algarve, com +3,6%, para 14,48 milhões.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.