Hotelaria Algarvia registou em fevereiro ocupação idêntica a 2014 - Algarlife Hotelaria Algarvia registou em fevereiro ocupação idêntica a 2014 - Algarlife

Hotelaria Algarvia registou em fevereiro ocupação idêntica a 2014

54

A AHETA divulgou esta sexta feira os dados provisórios, relativos à evolução hoteleira no Algarve no mês de fevereiro de 2015, os quais apontam para uma variação nas unidades de alojamento semelhante à verificada no mês homólogo de 2014.

Segundo os dados divulgados pela AHETA, apesar do carnaval ter acontecido no mês de fevereiro, a taxa de ocupação global média por quarto foi de 41,5%, um valor semelhante à verificada no ano anterior ‑0,3pp.

O mercado holandês com -1,1pp e o britânico com -0,9%, foram os que apresentaram as maiores descidas homólogas. As maiores subidas foram verificadas por parte dos portugueses com +0,9pp e espanhóis com +0,6pp.

As zonas de Monte Gordo / VRSA registaram -7,4% e de Vilamoura / Quarteira / Quinta do Lago -9,7% apresentaram as maiores descidas, Faro / Olhão +20,7% e Lagos / Sagres +19,9%, as maiores. Albufeira, a principal zona turística do algarve, registou a mesma ocupação do ano anterior.

A zona de Monte Gordo / VRSA foi a que registou a taxa de ocupação/quarto mais elevada 71,9%. A mais baixa ocorreu em Lagos / Sagres com 21,9%.

Por categorias, os hotéis e aparthotéis de 3* registaram -17,7% e os de 5* -15,2%, foram os que apresentaram as maiores descidas nas ocupações. Os hotéis e aparthotéis de 4* foram os que mais subiram com um registo de +12,4%.

Os hotéis a aparthotéis de 3* registaram a ocupação mais alta 57,1%, enquanto os de 5* registaram a mais baixa 33,8%.

O volume de negócios aumentou 2,1% relativamente ao mês homólogo de 2014.

A AHETA refere que estes dados se referem apenas aos estabelecimentos em funcionamento, não levando em consideração as unidades encerradas neste período.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.