Deslocações turísticas de residentes melhoraram em 2013! - Algarlife Deslocações turísticas de residentes melhoraram em 2013! - Algarlife

Deslocações turísticas de residentes melhoraram em 2013!

Entre abril e junho de 2013, os residentes em Portugal efetuaram 3,9 milhões de viagens turísticas, mais 7,0% que no 2º trimestre de 2012 (+6,2% no 1º T 2013), informa o INE em nota de Imprensa.

Este aumento foi generalizado, salientando-se as viagens “Profissionais ou de negócios” que cresceram 18,8% e as de “Lazer, recreio ou férias” que aumentaram 10,1%. “Visita a familiares ou amigos” manteve-se como o principal motivo para viajar (46,2% do total de viagens).

As deslocações de residentes ao estrangeiro continuaram a diminuir (11,6%) embora de forma um pouco menos acentuada que no trimestre precedente (13,7%).

No 2º trimestre de 2013, viajaram 8,6% dos residentes em Portugal, um valor inferior aos 10,5% do mesmo trimestre de 2012. Comparando com os mesmos meses de 2012, registaram-se reduçõesimportantes dos turistas face à população total: -1,9 p.p. em abril, -1,5 p.p. em maio e -2,2 p.p. em junho.

A “Visita a familiares ou amigos” manteve-se como o motivo que mais levou os residentes a viajar, o que se verificou em todos os meses do 2º trimestre.

As características demográficas dos turistas revelaram que, no 2º trimestre 2013, 53,6% dos turistas eram do sexo feminino (50,6% no 2º T 2012) e 31,3% tinham entre 25 e 44 anos de idade (29,7% no 2º T 2012). O escalão de 65 ou mais anos representou apenas 12,8% do total, abaixo do escalão até 14 anos (15,4%).

Dos três principais motivos para viajar, as deslocações “profissionais ou de negócios” foram as que registaram um aumento homólogo mais acentuado no 2º trimestre de 2013: +18,8% (-1,9% no 1º T 2013); seguiram-se as viagens de “Lazer, recreio ou férias” que aumentaram 10,1% (-1,2% no 1º T 2013) e as motivadas por “Visitas a familiares ou amigos”, com um crescimento de 2,5% (+12,4% no 1º T 2013).

As viagens “profissionais ou de negócios” viram assim o seu peso relativo aumentar em todos os meses do trimestre em análise: +0,1 p.p. em abril; +1,3 p.p. em maio e +1,1 p.p. em junho, face a iguais meses de 2012.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.