Concerto de Orgão na Igreja do Carmo em Faro

Concerto de Orgão na Igreja do Carmo em Faro

10

O Festival de Órgão regressa a Faro no sábado 5 de novembro às 21h30, para o primeiro concerto de Orgão na Igreja do Carmo, com a participação de João Paulo Janeiro no órgão e Filipa Oliveira na flauta de bisel.

João Paulo Janeiro estudou cravo, órgão, clavicórdio e musicologia histórica em Lisboa. Colaborou com orquestras portuguesas e estrangeiras e gravou diversos CD em órgãos e instrumentos de tecla históricos. Participou em vários festivais de música em Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, como solista ou diretor musical.

Filipa Oliveira iniciou os estudos em flauta de bisel no Algarve com o Prof. Francisco Rosado. Frequentou a Licenciatura de flauta de bisel na Escola Superior de Artes Aplicadas e encontra-se a concluir o Mestrado em Ensino na Escola Superior de Música de Lisboa. Participou em concertos com diversos agrupamentos. Em 2011 foi galardoada nos Concursos de Jovens Intérpretes de Música Antiga.

João Paulo Janeiro e Filipa Oliveira irão apresentar um programa de música de câmara evocativo da escola napolitana da primeira metade do século XVIII, com as sonatas para flauta de bisel e contínuo de Leonardo Leo e as variações sobre o baile de Mantova de Gaetano Greco. Um dos mais influentes compositores da escola napolitana, Gaetano Greco escreveu especialmente música para teclado, cujas obras se distinguem pelas suas melodias e ritmos vivos.

O concerto seguinte na Igreja do Carmo em Faro tem lugar a 12 de Novembro às 21h30, com o organista Rafael Reis.

O Festival de Órgão do Algarve – 2016 é organizado pela Associação Cultural Música XXI. Conta com os apoios da Direção Regional de Cultura do Algarve e dos Municípios de Faro, Loulé, Tavira e Portimão, com o apoio à divulgação da Região de Turismo do Algarve.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.