Combates navais no mar do Algarve durante a 1ª Guerra - Algarlife Combates navais no mar do Algarve durante a 1ª Guerra - Algarlife
Combates navais no mar do Algarve durante a 1ª Guerra

Combates navais no mar do Algarve durante a 1ª Guerra

Os incidentes navais ao largo do Algarve em 1917, durante a 1ª Guerra Mundial, são o tema de uma palestra que vai ter lugar no próximo dia 4 de Outubro (14H30), no Museu do Traje em São Brás de Alportel.

Esta palestra tem como orador, Augusto Salgado, coordenador do “Projeto U-35”, que vai descrever um episódio pouco conhecido, mas com grande importância histórica, sobre a guerra que teve lugar no mar do Algarve.

Augusto Salgado vai transportar o público presente para o dia 24 de abril de 1917, quando em plena guerra mundial o submarino imperial alemão U-35 afundou quatro navios na costa algarvia, perto de Lagos e Sagres, o cargueiro a vapor norueguês SS Torvore, os navios SS Nordsoen e SS Vilhelm Krag e o veleiro italiano Bieneimé Prof. Luigi.

O submarino SM U-35 era comandado por Lothar von Arnauld de la Perière, conhecido como “o às dos ases” e que poderá ser o responsável pelo maior volume de afundamentos realizados até hoje, em toneladas. Dos registos conhecidos são atribuídos ao U-35 os afundamentos de 20 vapores e 3 veleiros.

Os estudos aos destroços dos navios afundados ao largo da região algarvia, iniciados em 2014 sob coordenação de Augusto Salgado e Jorge Russo, permitem reunir um vasto conjunto de informações relevantes a nível arqueológico, histórico-geográfico e tecnológico.

As análises concretizadas neste âmbito pelo Centro de Investigação Naval e a Escola Naval, as entidades responsáveis por esta investigação, representam um importante contributo para o conhecimento da estratégia de guerra submarina da Alemanha, naquela época.

Pelo seu contributo para um melhor conhecimento da História da Europa, o trabalho desenvolvido pelo Projeto U-35 concedeu ao Centro de Investigação Naval e à Escola Naval o galardão Adopt a Wreck Award 2015, atribuído pela Sociedade Náutica de Arqueologia (Nautical Archaeology Society). Este projeto está integrado nas comemorações dos 100 anos da 1.ª Guerra Mundial.

Com uma programação regular, o Museu do Trajo de São Brás de Alportel dedica a primeira terça-feira do mês a palestras temáticas sobre Arqueologia e História, proferidas por investigadores convidados que partilham os seus valiosos conhecimentos com uma audiência curiosa, que na sua larga maioria é oriunda de países estrangeiros e comunga de um elevado interesse em conhecer melhor o passado do país que escolheu para viver.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »