Centro Hospitalar do Algarve prepara-se para o surto gripal! - Algarlife Centro Hospitalar do Algarve prepara-se para o surto gripal! - Algarlife

Centro Hospitalar do Algarve prepara-se para o surto gripal!

A abertura de mais 18 camas permite reforçar a capacidade de resposta do Centro Hospitalar do Algarve que tem atravessado a elevada afluência às urgências sem sobressaltos

O Centro Hospitalar do Algarve ativou esta sexta feira, mais 18 camas de retaguarda para responder de forma eficaz e planeada ao pico do inverno, quando se verifica uma maior procura aos serviços hospitalares, por parte de doentes com patologias agudas, principalmente do foro respiratório.

Face a um eventual aumento do número de internamentos decorrentes do pico de gripe e de doenças associadas ao frio que se faz sentir, esta medida de carácter transitório permite, numa perspetiva preventiva, libertar camas para doentes agudos, admitidos nas urgências de Faro e Portimão, transferindo para estas camas de retaguarda os doentes com patologias estabilizadas que têm alta clínica mas que se encontram a aguardar alta social para o domicilio ou para outras estruturas de apoio social na comunidade.

Neste momento, das 18 novas camas, 5 já se encontram ocupadas por “doentes cuja resposta social não foi conseguida em tempo útil e que estão a ocupar camas necessárias para os doentes agudos que acorrem aos serviços de urgência”, explica Irene Furtado, Diretora do Departamento de Medicina do CHAlgarve, ao qual compete a gestão destes novos espaços de internamento.

A medida já há muito pensada pela administração foi agora posta em prática, antecipando e minimizando o impacto expectável do pico gripal, numa medida que exige um esforço suplementar dos profissionais de saúde, pois como explica Luís Pereira, Diretor do Departamento de Emergência, Urgência e Cuidados Intensivos, “manter uma escala de presença médica 24 sob 24 horas exige um esforço acrescido às equipas de saúde do Centro Hospitalar e aos médicos, nomeadamente dos serviços de medicina interna”.

Esta iniciativa veio somar-se às diversas restaurações físicas e organizacionais que têm vindo a ser implementadas nos últimos dois anos sobretudo nas urgências hospitalares de Faro e Portimão.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.