Algarve com a segunda maior subida de preços na hotelaria! - Algarlife Algarve com a segunda maior subida de preços na hotelaria! - Algarlife
Albufeira - Algarve © sky_hlv on Flickr

Algarve com a segunda maior subida de preços na hotelaria!

O Algarve regista em Fevereiro, a segunda maior subida de preços na hotelaria a nível nacional. Dormir na região custa hoje mais 12,9%, em média, ou seja, 70€ por noite, contra os 62€ que se verificavam em 2014, segundo dados do trivago Hotel Price Index, divulgados hoje.

O estudo tHPI do trivago, assinala o Norte com +15,87% como a região com a maior subida de preços na hotelaria face ao período homólogo. Nesta tabela, depois do Algarve, segue-se o Centro do País com +7,81%, Alentejo +6,58% e Açores +4,76% com subidas menos expressivas.

Lisboa (-2,38%) e Madeira (-4,40%) são as únicas regiões que registam descida de preços face a Fevereiro de 2015. No mesmo período no ano passado o custo médio por quarto duplo era de 75€, enquanto os preços médios da hotelaria portuguesa se situam hoje nos 78€, o que representa um aumento de 4%.

Entre as principais localidades nacionais, Peniche (+26,19%), Albufeira (+25,93%) e Porto (+18,64%) são as três cidades que protagonizam este mês as maiores subida de preços em relação ao mesmo período do ano passado. Em sentido oposto, os destinos com as maiores quebras este mês são Sintra (-11,22%), Póvoa de Varzim (-5,26%) e Funchal (-4,04%).

As cidades mais acessíveis para pernoitar em Portugal este mês são Fátima (53€), Peniche (53€) e Póvoa de Varzim (54€), enquanto Cascais (107€), Funchal (95€) e Vila Nova de Gaia (87€) apresentam os preços mais elevados.

Acerca deste estudo

O trivago Hotel Price Index (tHPI) é um estudo mensal que analisa a variação do preço médio por quarto duplo nos hotéis das principais cidades mundiais. O tHPI é um indicador preciso do mercado hoteleiro online: os valores fornecidos por mais de 200 sites de reserva e cadeias de hotéis criam o preço médio de hotel para cidades, regiões e países. O cálculo dos dados é efetuado com base nos mais de dois milhões e meio de pesquisas diárias realizadas no serviço de comparação de preços do trivago.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.