Alcoutim defende o Serviço Nacional de Saúde no Algarve!

14

Osvaldo dos Santos Gonçalves o presidente da Câmara Municipal de Alcoutim que tem lutado contra o encerramento da extensão de saúde de Vaqueiros, participa esta sexta feira, na tribuna pública em defesa do Serviço Nacional de Saúde, promovida por profissionais do setor, em Faro.

(…) A freguesia de Vaqueiros é a mais extensa do concelho de Alcoutim, com meio milhar de habitantes, espalhados por 145,63 km2, em trinta montes dispersos. Esta população, maioritariamente idosa e com baixos rendimentos não possui uma rede de transportes públicos adequada aos seus recorrentes cuidados de saúde.

Esta situação veio juntar-se ao encerramento das extensões de saúde de Giões e do Pereiro, à cessação do transporte dos respetivos utentes para o centro de saúde de Alcoutim e à redução do número de profissionais de saúde em exercício, obrigando o Município de Alcoutim e as freguesias a afetarem recursos humanos e financeiros para suprir tais lacunas.

Desde outubro de 2013, o Município disponibilizou-se em várias reuniões a celebrar um contrato de comodato das instalações da antiga escola primária, assumindo os custos da sua adaptação às novas funções, bem como a garantir os recursos humanos de apoio necessários, a aquisição de equipamento informático e o transporte dos técnicos de saúde necessários ao funcionamento da Extensão, aguardando, desde março, uma resposta concordante da Administração Regional de Saúde do Algarve.

Paralelamente, após o protocolo celebrado com a Cruz Vermelha Portuguesa, de Martim Longo, que assumiu a gestão da Unidade Móvel de Saúde, intensificaram-se as campanhas e rastreios de glicémia, colesterol, tensão arterial e aconselhamento médico. De igual forma, através de acordo com a Santa Casa da Misericórdia de Alcoutim, é garantida a prestação de serviços de fisioterapia, apoio psicológico e terapia da fala, sob a coordenação dos serviços municipais de ação social (…).




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.