Albufeira recebeu o II Encontro de Responsabilidade Social! - Algarlife Albufeira recebeu o II Encontro de Responsabilidade Social! - Algarlife

Albufeira recebeu o II Encontro de Responsabilidade Social!

O Palácio de Congressos do Algarve, em Albufeira, recebeu no passado dia 23 de janeiro o II Encontro de Responsabilidade Social, que juntou entidades públicas e privadas, uma inciativa da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira.

Constituido por quatro painéis de debate, foram discutidas ideias, apresentados testemunhos e reflexões, sobre o caminho a seguir para que se evolua do assistencialismo à sustentabilidade do terceiro setor.

O evento contou com mais de 350 participantes em representação de diversas entidades nacionais e regionais, ligadas à atividade social e empresarial, reunidos num debate em torno da sustentabilidade da Economia Social e do caminho a percorrer para atingir esse objetivo.

Um “Encontro pensado para ser uma reflexão conjunta sobre o que é a Responsabilidade Social e encontrar formas de tornar o terceiro setor sustentável, trabalhando em parceria com todos os intervenientes, desde o Estado às autarquias, às instituições públicas e às empresas privadas”, declarou Patrícia Seromenho a provedora da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, na abertura.

Carlos Silva e Sousa o presidente da Câmara Municipal de Albufeira, um dos parceiros do Encontro, lançou o repto para que se vá mais além do mero assistencialismo e contribuindo ativamente para a sociedade, “É essencial que as IPSS façam uma boa gestão dos seus fundos, que recorram às empresas privadas para obter financiamento e consequentemente, sustentabilidade”, afirmou.

Intervieram no devate para além de Carlos Silva e Sousa, Carlos Leal, diretor geral do Pine Cliffs Resort, Margarida Pinto Correia, Diretora de Inovação Social da Fundação EDP, Nuno Frazão, Coordenador do Laboratório de Inovação Social e da Área de Desenvolvimento do Instituto de Empreendedorismo Social e Joaquim Caetano, Responsável da Área de Voluntariado Corporativo da Fundação Montepio.

Durante o Encontro foram apresentados várias estratégias inovadoras desenvolvidas por instituições, numa demonstraçao de que a sustentabilidade financeira se encontra ligada ao desenvolvimento de atividades criativas. São exemplos a Marca Misericórdia, o projeto TASA, a companhia de dança “Dançando com a Diferença” e o Teatro “Crinabel”.

Na impossibilidade de estar presente por motivos de agenda política, o ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, enviou o discurso que foi lido, onde transmitiu a intenção do Governo de construir uma rede de parceiros com o intuito de gerar postos de trabalho e ajudar quem mais precisa, afirmando que “queremos construir um futuro onde quem se esforça é apoiado, onde o trabalho é reconhecido, onde os mais idosos, os que têm maiores dificuldades e os que não têm emprego são apoiados, mas sobretudo um futuro onde aqueles que estão socialmente excluídos, mas têm capacidade, são ajudados a regressar ao mercado de trabalho e estimulados a conseguir nova oportunidade”.

Mota Soares admitiu que construir essa sociedade numa base sustentável implica reformas sérias, mas garantiu que as medidas que tem introduzido, visam a sustentabilidade prioritária das instituições sociais.

O evento terminou com a peça de teatro solidária “A Cantora Careca”, pela companhia Crinabel, que teve lugar no Auditório Municipal de Albufeira e cuja bilheteira reverteu a favor da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira e daquela companhia cénica.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »