AHETA discorda das alterações estatutárias na ATA - Algarlife AHETA discorda das alterações estatutárias na ATA - Algarlife

AHETA discorda das alterações estatutárias na ATA

A AHETA não se revê e discorda da solução encontrada com a alteração estatutária da ATA, que em sua opinião, não é representativa da diversidade da oferta turística do Algarve, nem do tecido empresarial da região.

A recente alteração estatutária da Associação de Turismo do Algarve, para a qual a AHETA diz ter-se batido intensamente, “terminou com o domínio do público sobre o privado, uma vez que retirou a inerência da presidência, assim como uma vice-presidência e cinquenta por cento dos votos à Região de Turismo do Algarve”.

Em comunicado dirigido às redações, a Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), manifesta o seu descontentamento face às alterações produzidas porque considera que “deve ser o sector privado a assegurar a sua gestão, nomeadamente no que se refere à componente mais importante, o marketing & vendas”, uma vez que na sua perspetiva, a promoção turística, “tem sido desde sempre o calcanhar de Aquiles do turismo do Algarve, sendo manifestamente insuficiente e desajustada das necessidades”.

A AHETA afirma que dispunha de apoios suficientes para garantir a vitória de uma lista candidata alternativa, mas não seguiu nesse sentido, porque numa altura em que sector turístico vem registando sinais de recuperação importantes, após largos anos de estagnação e declínio nas suas receitas, uma diputa na ATA, “só serviria para enfraquecer ainda mais os diferentes parceiros envolvidos, agudizando conflitos e causando danos ao nível da imagem da região e dos seus principais agentes, os empresários hoteleiros e turísticos”.

Diz a AHETA que vai desenvolver todos os esforços ao seu alcance, no âmbito de outras estruturas existentes, visando encontrar soluções alternativas em matéria de contratualização da promoção turística externa para o futuro, assumindo na ATA o lugar de vice-presidente que os estatutos lhe conferem, numa atitude responsável e crítica, sempre que os interesses do turismo e dos empresários estiverem em causa.

Nesse sentido, a AHETA recomenda aos seus associados com PCV´s (Planos de Comercialização e Vendas) para o ano de 2014 já aprovados ou em curso, o cumprimento dos compromissos assumidos com a ATA, quer em matéria de financiamento privado, quer principalmente no desenvolvimento das acções promocionais a que se comprometeram.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »