A ARS Algarve faz um balanço do ano de 2016 - Algarlife A ARS Algarve faz um balanço do ano de 2016 - Algarlife
A ARS Algarve faz um balanço do ano de 2016

A ARS Algarve faz um balanço do ano de 2016

Num balanço à atividade no ano de 2016, a ARS Algarve destaca as medidas e os investimentos concretizados em vários domínios e refere os principais investimentos previstos para 2017.

Num comunicado distribuído hoje, aquela entidade destaca a aposta no reforço da capacidade de resposta dos cuidados de saúde de proximidade, com o aumento do número de recursos humanos, a modernização e renovação de instalações e equipamentos e o alargamento da cobertura assistencial dos cuidados de saúde primários, em toda a Região.

A ARS Algarve, refere que foram investidos cerca de 1,3 milhões de euros para apoiar a reorganização funcional dos Cuidados de Saúde Primários e dotar os três Agrupamentos de Centros de Saúde da Região de instalações e equipamentos modernos e adequados, visando a aualidade e eficiência dos cuidados de saúde na Região:

Abertura de três Unidades de Saúde Familiar (USF): em maio a USF Descobrimentos, em Lagos, em outubro a USF Baesuris, em Castro Marim, e em dezembro a USF Atlântico Sul, em Portimão. No mesmo âmbito, as USF Balsa de Tavira e a USF Levante de Vila Real de Santo António, transitaram para o Modelo B.

Contratação de mais profissionais de saúde das várias áreas. Atualmente mais de 80% da população do Algarve já tem médico de família atribuído. A taxa de cobertura da população do Algarve por médico de família nos anos mais recentes tem evoluído de forma consistente e positiva: Evoluímos de 58,9% em 2013 para 81,9% em 2016 de algarvios com médico de família atribuído.

Renovação do parque de hardware em toda a Região: 75% dos equipamentos informáticos da ARS Algarve foi renovado: 120 impressoras e 6 Multifuncionais; instalados 300 novos computadores ThinClients e 200 novos computadores PC.

Implementação da Receita sem Papel: Foram instalados cerca de 400 leitores de cartões, estando a região 100% preparada para a Prescrição Eletrónica de Medicamentos sem Papel.

Renovação de equipamentos médicos nas diversas unidades de cuidados saúde primários.

Implementação do novo sistema de monitorização de temperatura e humidade. Este sistema permite monitorizar, através de acesso remoto, as condições de temperatura dos medicamentos e vacinas, assegurando uma melhor gestão de segurança, conservação e funcionamento da Cadeia de Frio da ARS Algarve. Este sistema estará completamente implementado em todas as unidades dos Cuidados de Saúde Primários da Região no decorrer do 1.º trimestre de 2017.

Início pioneiro da realização de espirometrias nos Centros de Saúde, no âmbito do projeto-piloto para diagnóstico precoce das Doenças Pulmonares Obstrutivas Crónicas (DPOC): as unidades de Cuidados de Saúde Primários da Região de Saúde do Algarve, desde o final de dezembro de 2016, estão dotadas de equipamentos para fazerem exames de espirometria à população no âmbito deste projeto-piloto, o qual abrange as Regiões do Algarve e do Alentejo.

Foram realizadas obras de conservação e reabilitação de Extensões e Centros de Saúde dos três ACES da Região do Algarve, para reforçar a acessibilidade, melhorar o conforto quer para os utentes, quer para os profissionais e contribuir para o reforço da confiança dos cidadãos no SNS.

Lançamento da experiência do Projeto-Piloto Tele Saúde – PDS no âmbito da aposta na Telemedicina, nas suas diversas vertentes: Telemonitorização, Teleconsulta, Teleradiologia, Teleconsultadoria.

Renovação da frota de viaturas de apoio aos Cuidados de Saúde Primários da Região: A ARS Algarve renovou em janeiro de 2017 a frota de viaturas para apoiar a atividade global dos Cuidados de Saúde Primários com três novas unidades, melhorando as condições de trabalho dos profissionais dos ACES da Região.

Principais investimentos previstos para 2017, no valor de cerca de 3 milhões euros

Em 2017 arranca a construção de três novas Unidades de Saúde Familiar de raiz e a aquisição dos respetivos equipamentos. Em Loulé foi já estabelecido no passado dia 10 de maio de 2016, um Protocolo com a Câmara Municipal para a criação de raiz de um novo edifício para a USF Lauroé, contemplando também a sede do ACES Central. Está em curso a criação de uma USF em Quarteira. Em Albufeira, a ARS Algarve está em processo negocial com a autarquia para cedência um terreno para construção de uma USF no concelho.

Estão previstas obras de conservação/beneficiação e adaptação funcional de Extensões e Centros de Saúde dos três ACES da Região do Algarve: Lagos (UCSP e USF Descobrimentos); Vila Real de Santo António (USF Esteva); Olhão (UCSP, USF Mirante, USF Âncora e UCC Olhar+) e obras de conservação exteriores do edifício do Centro de Saúde de Silves.

Aquisição e implementação do Sistema de Gestão de Assiduidade.

Implementação de um moderno e inovador Sistema de Gestão Documental.

Aquisição de Software de análises Clinicas para o Laboratório Regional de Saúde Pública do Algarve, Dra. Laura Ayres.

Em 2017 vai ser reforçada a aposta nos cuidados de saúde de proximidade com a participação da ARS Algarve em protocolos com as autarquias para a disponibilização de Unidades Móveis de consultas ao domicílio: Está em curso a aquisição de mais 7 Unidades Móveis através de um projeto financiado pelo Portugal 2020, em colaboração com a CCDR Algarve, a AMAL e vários municípios (candidatura já aprovada). Aguarda-se comunicação da decisão de aprovação para a aquisição de mais três unidades.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.