Viagens de negócios ultrapassam valores globais de 2014

11

As viagens de negócios a nível mundial, vão atingir em 2015, valores na ordem dos 1.25 triliões de dólares, segundo um estudo recente da Travelport a plataforma de comércio de viagens.

A pesquisa analisou o paralelismo entre o crescimento económico dos diferentes países e o facto de determinados setores, terem impacto direto no segmento empresarial da indústria das viagens e turismo.

Em 2014, a economia global cresceu de forma consistente, as despesas em viagens de negócios acompanharam este ritmo, com um crescimento de 6,5 por cento em relação a 2013, atingindo 1.18 triliões de dólares.

As expectativas para 2015 são de um incremento também na ordem dos 6,5%, fazendo com que as despesas em viagens do setor de negócios atinjam os 1.25 triliões de dólares. Contudo, tendo em conta o abrandamento da economia na China e a volatilidade dos mercados, as previsões apontam para que o crescimento reduza para 5,8 por cento em 2019.

Segundo o relatorio, mais de dois terços das despesas em viagens de negócios são efetuadas nos Estados Unidos da América, China e Europa Ocidental. Em 2014, a região que mais recursos despendeu neste nicho de viagens foi a Ásia – Pacífico com 39%. Dois terços da atividade tem origem na China, apesar do abrandamento económico naquele país e do Japão. A Índia começa também a registar um crescimento sustentado, sendo expectável que cresça 9,8% este ano e 11,5% em média nos próximos cinco anos.

A segunda região com mais despesas em viagens empresariais é a América do Norte (26%), com os Estados Unidos a registarem 88% das despesas em voos domésticos, apontando para um crescimento de 4,9% em 2015. A seguir vem a Europa Ocidental (23%), com especial enfoque para a Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Espanha e Holanda, mercados que contabilizaram juntos 204 mil milhões de dólares em viagens empresariais em 2014. As restantes percentagens são divididas pela América Latina, Europa de Leste, Médio Oriente e África.

A indústria de utilities é a que mais tem contribuído para as despesas de viagens, num total de 107.3 mil milhões de dólares em 2014. Trata-se de uma tendência que se tem vindo a registar e que deverá manter-se, nomeadamente à medida que as economias emergentes melhoraram as suas utilities básicas. O setor de processamento de bens alimentares e serviços tem um perfil semelhante às utilities e é o segundo segmento na despesa de viagens, num total de 102.7 mil milhões de dólares em 2014. No terceiro lugar, encontra-se o setor do imobiliário, com uma despesa de cerca de 90 mil milhões de dólares.

A Travelport é uma companhia de serviços de dimensão mundial, líder de transações eletrónicas, fornecendo soluções para empresas que operam na indústria global de turismo.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.