Transmutações de Milita Doré na Ermida Nª Sª de Guadalupe

Transmutações de Milita Doré na Ermida Nª Sª de Guadalupe

13

10_SETEMBRO_ermida - Transmutações _abÉ inaugurada no próximo dia 10 de Setembro (16H00) na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe na Raposeira/Vila do Bispo, a Intervenção “ Transmutações” da artista plástica Milita Doré. Instalação patente até 30 de setembro.

Em “Transmutações” está presente a ideia de memória e da sua perda, de rasto, de lastro, podendo ser vista como uma reflexão sobre a transitoriedade da vida.

“A imensidade do vazio, do buraco negro e do seu mistério, do amálgama da memória e do esquecimento… Tudo o que não foi transmitido volta de onde vem, ainda mais rico e mais sábio do que antes, para o todo infinito. Levo comigo as recordações, os sentimentos, os pensamentos efémeros que não podem ser escritos por serem tão sentidos. Levo a leveza e volatilidade da vida.” Milita Doré

Pelas 17 horas terá lugar o concerto de Jazz por João Madeira em contrabaixo e Hilária Kramer no trompete.

Esta é uma iniciativa produzida pela Tertúlia, Associação Sócio-Cultural de Aljezur, integrada no ciclo “Derivas Continentais” do programa DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos – 2016, promovido pela Direção Regional de Cultura do Algarve, em parceria com agentes culturais da região.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.