Taxa de ocupação hoteleira no Algarve regista subidas

10

A Taxa de ocupação média/global, nas unidades de alojamento do Algarve, relativa ao mês de Janeiro de 2014, que se situou nos 28,8 por cento,  apresenta segundo dados provisórios do Gabinete de Estudos da AHETA, uma variação em crescimento de 1.8pp, valor acima do valor homólogo verificado  em 2013.

Por  nacionalidade, as principais subidas registaram-se nos mercados nacional com mais 0,7pp e no britânico com  mais 0,5pp, mas em contrapartida o mercado holandês desceu, com uma variação na ordem dos -0,2pp.

As zonas de Albufeira com mais 3,1pp e o Carvoeiro/Armação de Pêra com valor de 1,2 acima da referência de 2013, foram as que apresentaram as maiores subidas.

A zona de Monte Gordo/VRSA registou uma taxa de ocupação média na ordem dos 59,5%, a mais elevada, já a mais baixa ocorreu em Lagos/Sagres com 13,0%.

Por categorias, as unidades que apresentaram as maiores subidas nas ocupações, foram os os hotéis e aparthotéis de 5 estrelas com mais 3,7pp e os aldeamentos e apartamentos turísticos de 5 e 4 estrelas, que também obtiveram um registo de mais 4,2pp.

Com um registo de 24,2%, os hotéis e aparthotéis de 5 estrelas foram os que apresentaram a ocupação mais baixa, enquanto as unidades de 3 estrelas com 48,6 por cento, registaram a mais alta.

O volume de negócios registou igualmente uma subida homóloga de mais 3,3%.

Os dados hoje divulgados pela AHETA, referem-se apenas às unidades que não encerraram no período em análise.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.