“Sombra e Sol. Vai a rua em duas cores" em São Brás

Sombra e Sol. Vai a rua em duas cores em São Brás!

12

A obra “ Sombra e Sol. Vai a rua em duas cores”, de autoria do escritor algarvio Luis Barriga, foi apresentado esta segunda feira (4), na Biblioteca Municipal Dr. Estanco Louro, de São Brás de Alportel.

Iniciada na década de 80 e acompanhada na altura por nomes ímpares como Emiliano da Costa ou Amílcar Quaresma de Almeida, esta obra retrata as quatro décadas anteriores à Revolução de Abril tendo como fio condutor a história de um jovem natural de uma pequena aldeia nos arredores de Estoi, concelho de Faro.

Segundo o autor, esta obra teve como ponto de partida diversos objetivos “Parti para esta tarefa com alguns objetivos, que espero ter atingido. Retratar o ambiente psicossocial, de forma fidedigna, da época em causa. Relembrar a história, porque um povo sem memória não existe. Difundir as tradições culturais, que por motivos diversos se vão perdendo no tempo. Divulgar o património arquitetónico de Estoi e da região envolvente.”

Embora de ficção, este trabalho integra diversas personagens secundárias que prestam homenagem a figuras reais da altura e que visam mostrar a realidade da época encarnada pela personagem principal.

A história centra-se num jovem órfão que vê na escola um futuro e não nos trabalhos rurais e na submissão como lhe era incutido pelo tio. Um amor proibido e a revolta por algo melhor leva-o a trabalhar na cidade e a ser aprendiz de jornalista. “Essa condição leva-o a enveredar por alguma oposição ao regime, irracionalmente convicto de estava imune à repressão.

Depois de adquirir alguma tranquilidade financeira, a vida decorria tranquila quando é acusado pela PIDE. Obrigado a fugir, é capturado e preso em Caxias, onde permanece enquanto relembra esta história, até ao dia 25 de Abril. Após a libertação, dos presos políticos, dá-se o reencontro com a sua amada.”

Uma agradável viagem ao passado na companhia de uma personagem convicta e lutadora que ajuda a retratar todas as condicionantes de uma época muito importante da história do nosso país.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.