Rabat é uma das cidades que deve ser visitada em 2015!

8

Rabat que rivalizando com as célebres cidades imperiais de Fez ou Marraquexe, figura este ano na lista das 52 cidades a visitar em 2015, no roteiro do New York Times.

Os critérios que levaram o diário Norte Americano a selecionar Rabat, tiveram como base a vasta e rica oferta turística, constituida pelas ruinas romanas, os bairros medievais e labirínticos, as avenidas de estilo europeu, o aeroporto que foi recentemente ampliado e a moderna rede de elétricos, mas também o recém inaugurado Museu de arte contemporânea Mohamed VI e a abertura do futuro Ritz Carlton.

Tramway_Rabat-Salé FMLocalizada na costa Atlântica a noroeste do país, Rabat é uma cidade histórica e uma capital moderna, resultado do intercâmbio entre tradição e o modernismo ocidental, com excelentes infraestruturas e boas acessibilidades e com um património cultural rico, autêntico, bem valorizado e com um forte potencial turístico.

Na faixa costeira a Norte e a Sul de Rabat, encontram-se algumas das mais belas praias de Marrocos. Perto do centro, a praia Oudayas, de extenso areal, é um spot de surf muito seguro.

Orgulhosa do seu passado e incontestavelmente virada para o futuro, a “cidade nova” representa um dos maiores e mais ambiciosos projetos urbanos em África no século XX, provavelmente, um dos mais completos.

O projeto do vale de Bouregreg entre Rabat e Salé é testemunho de uma verdadeira revolução urbana, com uma faixa costeira de 11 km dedicada ao turismo, lazer e cultura.

Capital do reino de Marrocos, centro diplomático, coração da atividade politica e centro da vida intelectual do país, alvo da implementação de novas medidas para posicionar Rabat enquanto destino turístico e cidade cultural.

grand-theatre-rabat FMO recém inaugurado Museu Mohammed VI, o primeiro do país inteiramente dedicado à arte moderna e contemporânea, inscreve-se no âmbito do programa “Rabat cidade luz, capital cultural de Marrocos” que pretende posicionar Rabat enquanto destino ecidade de cultura.

O projeto compreende ainda a construção do Grande Teatro, concebido por Zaha Hadid, a primeira mulher no mundo, laureada com o prémio Pritzker em 2004, o Museu nacional da arqueologia e ciências da Terra e várias casas de cultura, um complexo residencial, unidades hoteleiras, espaços dedicados a atividades comerciais e recreativas, ordenamento de espaços verdes, para além da realização de uma Marina.

Estes projetos, virão acrescentar-se às diversas instalações culturais e artísticas já existentes da capital,como é o Teatro Nacional Mohammed V, a Biblioteca Nacional, museus e galerias privadas disseminadas pela cidade. Para completar a oferta turística da cidade, o Festival Mawazine, de ritmos do mundo já vai na sua décima quarta edição. Este ano o festival decorre de 29 de maio a 06 de Junho 2015, com a presença já confirmada dos Maroon 5 a encerrar o festival .

Recorde-se que a cidade se encontra inscrita no Património mundial da UNESCO desde 2012, foi considerada “Cidade Verde” em 2010, dispondo atualmente de 230 hectares de espaços verdes para além dos 1063 hectares da floresta Maamora, que rodeiam a capital, tendo já sido premiada com o segundo lugar dos destinos”TOP TRAVEL DESTINATIONS” para 2013 pela CNN.

rabat2-620 FM




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.