Praias do concelho de Vila do Bispo com Bandeira Azul

2

Vila do Bispo voltou a hastear a Bandeira Azul, símbolo de qualidade e excelência certificado pela Agência Portuguesa do Ambiente, em representação da Associação Bandeira Azul da Europa.

As praias certificadas são: Cabanas Velhas, Beliche, Burgau, Castelejo, Cordoama, Ingrina, Mareta, Martinhal, Tonel, Zavial, e Salema. Esta última exibe ainda a bandeira “Praia Acessível, Praia para Todos”, galardão que reconhece as praias que asseguram a acessibilidade para pessoas com mobilidade condicionada.

A ostentação deste galardão, símbolo de qualidade e excelência, atribuído pela ABAE – Associação Bandeira Azul da Europa, representa a qualidade ambiental das praias do concelho, que continua a prestigiar o município de Vila do Bispo enquanto destino turístico. Este símbolo atesta a qualidade das águas balneares do concelho, das infraestruturas de apoio e das ações de informação e educação ambiental realizadas nas praias.

O hastear das Bandeiras Azuis nas praias do concelho de Vila do Bispo decorreu a 18 de junho, numa cerimónia simbólica que teve início na praia do Burgau, na presença da vereadora da Câmara Municipal de Vila do Bispo, Rute Silva, da representante da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Élia Cabrita, do capitão do Porto de Lagos, Luís Duarte, do adjunto do capitão do Porto de Lagos, Sérgio Cordeiro, e do representante do PNSACV, Luís Ferreira.

A Campanha da Bandeira Azul da Europa iniciou-se em 1987, integrada no programa do Ano Europeu do Ambiente. Esta iniciativa da Foundation for Environmental Education (FEE), conta com o apoio da Comissão Europeia e tem como objetivo elevar o grau de consciencialização dos cidadãos em geral, e dos decisores em particular, para a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro e incentivar a realização de ações conducentes à resolução dos problemas aí existentes.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.