Não residentes asseguraram em 2013 o crescimento turistico!

7

De acordo com os dados provisórios da Organização Mundial de Turismo, em 2013, o número de hóspedes na hotelaria portuguesa, fixou-se em 13,3 milhões e as dormidas em 39,2 milhões, superando os do ano anterior em 5,3% e 5,8%, respetivamente, informa hoje o INE – Instituto Nacional de estatística.

O aumento das dormidas baseou-se no crescimento das dormidas de não residentes que atingiu 8,5% visto que as dormidas de residentes diminuíram 0,5%.

Considerando a globalidade da atividade de alojamento turístico, abrangendo Hotelaria, Turismo no Espaço Rural e Turismo de Habitação e ainda o Alojamento Local, os hóspedes totalizaram 15,3 milhões em 2013 (+4,6%) e traduziram-se em 43,5 milhões de dormidas (+5,3%). Refira-se que a hotelaria abrangeu 90,0% do total das dormidas.

Já de acordo com os dados do Banco de Portugal relativos à rubrica Viagens e Turismo da Balança de Pagamentos em 2013, e pelo quarto ano consecutivo, as receitas aumentaram relativamente ao ano anterior (+7,5%), totalizando 9 250 milhões de euros. As despesas em Viagens e Turismo superaram o patamar dos 3 mil milhões de euros (3 120 milhões de euros), com um acréscimo de 5,9% face a 2012. Deste modo, em 2013 o saldo desta rubrica cifrouse em 6 130 milhões de euros, refletindo um crescimento anual de 8,3% (+9,4% em 2012).

Segundo os resultados do Inquérito às Deslocações dos Residentes, no ano de 2013, cerca de 4,0 milhões dos residentes em Portugal efetuaram viagens turísticas em que dormiram pelo menos uma noite fora da sua localidade de residência, equivalendo a 37,9% da população residente em 2013 (37,8% em 2012).

Foram realizadas em 2013 cerca de 17,9 milhões de viagens turísticas pelos residentes, das quais 16,4 milhões (91,7%) em Portugal (+5,2%) e as restantes 1,5 milhões para o estrangeiro (-2,6%).

O motivo “Visita a familiares ou amigos” foi o mais expressivo entre os motivos para viajar, concentrando 46,9% do total de deslocações (46,0% em 2012). As deslocações de “Lazer, recreio ou férias” corresponderam a 41,5% das viagens turísticas (42,1% em 2012) e as viagens “Profissionais ou de negócios” reuniram 7,3% do total de viagens
(7,2% em 2012).

As viagens realizadas ocasionaram um total de 73,4 milhões de dormidas em 2013 (+5,3% que em 2012). O meio de alojamento preferido nas deslocações turísticas dos residentes em 2013 foi o “Alojamento fornecido gratuitamente por familiares ou amigos”, que concentrou 52,3% do total




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.