Lagoa formalizou candidatura a “Cidade do Vinho 2016”

12

Lagoa formalizou oficialmente junto da Associação de Municípios Portugueses do Vinho, a sua candidatura a “Cidade do Vinho 2016”.

A comitiva da Câmara Municipal, liderada pelo Vereador Luís Encarnação, que era acompanhado por uma equipa de técnicos da autarquia, na área do Desporto, Turismo e Planeamento Estratégico, apresentou na passada quinta feira (22) a candidatura “Lagoa Cidade do Vinho 2016”.

Na última década, o crescimento do setor vitivinícola no concelho de Lagoa, em termos da quantidade e qualidade dos vinhos produzidos, no concelho e na região, resultante do empenho e trabalho dos agentes económicos e dos produtores, verdadeiros empreendedores, que encontraram na região condições favoráveis para uma atividade com sucesso, como o demonstram os vinhos premiados internacionalmente.

Sendo o Algarve um destino turístico internacionalmente conhecido, que recebe anualmente milhões de visitantes, provenientes dos quatro cantos do mundo, assume-se, pois, como uma montra privilegiada para a promoção do que de melhor se faz em Portugal, incluindo a produção de vinho.

A candidatura de Lagoa a “Cidade do Vinho 2016” conta com o apoio e a parceria de uma centena de entidades, nomeadamente autarquias, entidades administrativas e agentes económicos, de toda a região algarvia, tratando-se por isso, de uma candidatura de abrangência supra municipal.

Refira-se que os Municípios candidatos tiveram de elaborar um programa anual de ações culturais, de formação e sensibilização ligadas ao vinho, com visibilidade nacional e respetivo orçamento, explorando as particularidades e dando provas de criatividade, tendo em consideração critérios como o reforço da sensibilidade para a cultura e tradições do vinho, mobilização da comunidade, consolidação dos vínculos com a região e com todos os territórios vitivinícolas portugueses, entre outros, sendo, acima de tudo, um projeto catalisador para o desenvolvimento da cidade.

O Concelho de Lagoa tem uma ligação ancestral à produção agrícola em geral e à vitivinícola em particular, um legado que importa preservar e potenciar, enquanto fator diferenciador e importante, na atual conjuntura, para a promoção de um desenvolvimento económico sustentável.

A Câmara Municipal de Lagoa deliberou apresentar a candidatura a “Cidade do Vinho 2016”, promovida pela AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho, com o intuito de contribuir para valorizar a riqueza, a diversidade e as características comuns da cultura do vinho e de todas as suas influências na sociedade, paisagem, economia, gastronomia e património dos territórios.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.