Eventos culturais no Algarve a 10 e 11 de Junho

Iniciativas culturais no Algarve a 10 e 11 de Junho

9

A Direção Regional de Cultura do Algarve programou um conjunto de iniciativas culturais que terão lugar a 10 e 11 de Junho, em três monumentos da região, procurando o usufruto e a aproximação dos públicos, aos espaços monumentais como locais de vivências e experiências, contribuindo desta forma para a sua transformação em património vivo, ativo e afetivo.

Na Fortaleza de Sagres, a 10 de junho (09H30) acontece a 9ª edição do concurso de leitura expressiva “LER COM…” destinado aos alunos do 4º ano dos municípios das Terras do Infante.

Este evento tem por objetivo a promoção do interesse pela leitura e pelos autores da língua portuguesa, o concurso também é uma festa da língua portuguesa, comemorando, as crianças e suas famílias, o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

A iniciativa da DRCALgarve em parceria com a DGEST Algarve, conta com o patrocínio da FNAC e os apoios da Câmara Municipal de Vila do Bispo e da Região de Turismo do Algarve.

No sábado 11 de junho, na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, na Raposeira/Vila do Bispo, pelas 16H00, é inaugurada a “VIRGEM, NEGRO”, intervenção da artista plástica Ana André, a segunda do Ciclo Derivas Continentais, que estará patente até dia 02 de julho. Pelas 17h, o contrabaixista português Zé Eduardo e a trompetista suíça Hilária Kramer apresentam um conjunto de composições Jazz.

A intervenção tomará a forma de livro, onde as folhas são superfícies de pintura preparadas para receber o traço, o registo, ou o rasto da paisagem, em que as paisagens noturnas, a noite, é o princípio, o ponto de partida. As marcas deixadas pelo processo de construção e preparação das superfícies são parte das condicionantes, estruturam, estão presentes ao longo de todo o processo e influenciam as decisões. Trata-se de uma organização da Tertúlia Associação Sócio-Cultural de Aljezur.

Ainda no sábado 11, ao fim da tarde (19H00), no Castelo de Paderne em Albufeira, realiza-se ” O Espírito do Passado”, performance/intervenção teatral, criação da Amarelarte que convida ao diálogo entre o público e as personagens do passado. A ênfase do trabalho, os detalhes e realidades, fictícias, mas inspiradas na pesquisa histórica, vidas no Castelo de Paderne, com os quais o público se poderá identificar e criar uma ligação com a atualidade. A criação e encenação coletiva conta com os atores Luis Nogueira, Helena Madeira, Nicole Lissy, os poemas de Domingos Cerejo e a fotografia e imagem de Katia Viola.

A organização é da Amarelarte Associação Cultural e Recreativa e os apoios da Câmara Municipal de Albufeira e da Junta de Freguesia de Paderne.

As iniciativas culturais decorrem no âmbito do DiVaM 2016 – O Espírito do Lugar, o programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos da Direção Regional de Cultural do Algarve.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.