Hotelaria registou em 2013 mais dormidas e melhores proveitos

8

As dormidas na hotelaria portuguesa, aumentaram 8,6% em dezembro de 2013, mais 5,9% do que em novembro. O mercado interno teve um contributo positivo com mais 6,1%, ainda que não tão acentuado quanto os mercados externos que cresceram 10,3%, informou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Nos mercados externos destaque para o aumento das dormidas de clientes provenientes de França, Espanha e Estados Unidos da América.

Os proveitos também melhoraram de forma expressiva em dezembro, registando mais 11,1% nos proveitos totais e mais 11,5% nos de aposento, a um ritmo superior ao do mês anterior que apenas tinha registado +5,6% e +7,2%.

No conjunto do ano de 2013, as unidades hoteleiras acolheram 14,4 milhões de hóspedes, um valor superior a 2012, na ordem dos 4,2% e registaram 41,7 milhões de dormidas que corresponderam a +5,2%. Este resultado positivo baseou-se nos mercados externos com +8,0%, já que as dormidas de residentes tiveram uma ligeira redução  de -0,9%.

A evolução dos proveitos foi igualmente positiva em 2013, cresceram 5,4% nos proveitos totais e 6,4% nos de aposento, em sentido inverso ao ano de 2012, que tinha registado percentagens de -2,6% e -1,3%.

Dormidas aumentaram em todas as regiões

Em dezembro de 2013, todas as regiões registaram aumentos nas dormidas, tendo-se destacado o Alentejo com +18,9% do que em dezembro de 2012, qundo registava -22,0%. Lisboa foi a região com maior procura, com 30,8% das dormidas totais, apresentando um acréscimo de 11,1%, mas não foi a única, porque a Madeira também teve uma elevada taxa de crescimento, na ordem dos +13,2%.

Na globalidade do ano de 2013, salientaram-se as recuperações verificadas nas regiões Norte, Açores e Madeira com +8,1%, +10,4% e +8,5%, respetivamente, face às dormidas de 2012 que andaram nos -0,1%, -7,5% e -1,0%).

Em Lisboa e no Algarve os resultados positivos de +6,6% e +3,5%, respetivamente, também foram superiores aos do ano anterior que traziam números de +4,6% e +2,5%. Como habitualmente, o Algarve foi o principal destino com 35,5% do total de dormidas em 2013, ou seja -0,6 p.p. que em 2012, seguindo-se Lisboa com 24,1%; +0,3 p.p. e a Madeira com 14,3%; +0,4 p.p..

As dormidas de residentes aumentaram em todas as regiões no mês de dezembro de 2013, exceto no Centro e Açores. No entanto, os resultados anuais de 2013 foram predominantemente negativos, apenas se destacando pela positiva a Madeira com +9,0% e o Norte com +1,5%.

As dormidas de não residentes apresentaram incrementos em todas as regiões, tanto em dezembro como na totalidade de 2013. Em dezembro, os principais destinos dos não residentes foram Lisboa com 33,9% das dormidas de não residentes, a Madeira com 25,5% e o Algarve com 24,0%, enquanto na globalidade do ano de 2013 estas regiões captaram 25,9%, 18,2% e 38,8% de pernoitas, respetivamente.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.