Fórum INVEST HUÍLA 2015 no Lubango em Angola

18

O I Fórum INVEST HUÍLA 2015 que terá lugar a 15 de Outubro, no Lubango, a capital da província de Huíla, vai reunir cerca de 200 empresários de diversos setores de atividade e países, uma iniciativa do Governo Provincial, que se enquadra nos objectivos de desenvolvimento, da economia daquela Província Angolana.

De acordo com a organização do Fórum, vão estar presentes para além do empresariado angolano, representantes de Portugal, Espanha, Brasil, China e outros países asiáticos, dispostos a investir em parcerias, uma expetativa que para o Governo provincial, pode significar a captação de 500 Milhões USD, a realizar em 5 anos.

O INVEST HUÍLA 2015 pretende alavancar o investimento e o desenvolvimento, chamando a este mesmo espaço, investidores públicos e privados, nacionais e internacionais, promovendo a troca de contactos, informações e experiências, onde serão apresentadas medidas de incentivo e financiamento, bem como dar a conhecer diversos projectos âncora nos vários domínios da vida económica da província.

Se o programa do Fórum dita que o primeiro dia é dedicado a cinco painéis de discussão, com as áreas de investimento e cooperação internacional no centro do debate, o segundo dia, opcional, será dedicado a visitas de interesse para possíveis parcerias.

O I Fórum INVEST HUÍLA 2015 conta na abertura com a presença do Governador Provincial, na sessão de boas-vindas e do ministro da Economia Abrahão Gourgel, na sessão de encerramento.

Localizada a sudoeste da República de Angola, Huíla é a segunda província mais populosa do país, a seguir a Luanda. De acordo com os Censos 2014, tem 2 354 398 habitantes. Com uma dimensão de 79 022 km². Quase todo o seu território – no Planalto Central, está acima dos 1 200 metros de altitude. Com uma posição geo-estratégica, é atravessada pelas principais estradas nacionais, recentemente requalificadas, que ligam o país à fronteira sul.As que fazem a ligação com as províncias do Namibe, Benguela, Huambo e Cuando – Cubango são só alguns exemplos.

Como infraestruturas-chave Huíla conta ainda com a linha dos Caminhos de Ferro de Moçamedes, que liga o porto do Namibe à província do Cuando – Cubango, bem como o Aeroporto Internacional da Mukanka, no Lubango, edificado há cinco anos. Pequenos aeródromos também facilitam a actividade empresarial e fomentam a captação de novas empresas para a região.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.