Faro realizou o exercício público “A Terra Treme”

Faro realizou o exercício público “A Terra Treme”

16

O Dia Internacional para a Redução de Desastres Naturais, foi assinalado em Faro no passado dia 13 de outubro, numa adesão do Município à iniciativa proposta pela Autoridade Nacional de Proteção Civil para comemorar a efeméride.

O Serviço de Proteção Civil e Bombeiros de Faro promoveram a iniciativa junto de escolas, entidades públicas e privadas com o exercício público de cidadania “A Terra Treme”, que teve o seu inicio às 10h13 de dia 13, e durante o qual foi simulada a ocorrência de um sismo.

A maioria das escolas do concelho aderiu e promoveu o exercício de prevenção de sismo, sensibilizando a comunidade escolar para a necessidade de uma pré preparação na eventualidade de se verificar uma ocorrência. Para além da prática dos 3 gestos, no minuto definido para o exercício, o Serviço de Proteção Civil e Bombeiros de Faro promoveu a discussão e a aprendizagem sobre como agir antes, durante e após um sismo.

O exercício “A Terra Treme” foi realizado pela quarta vez em Portugal, inspirado no modelo norte-americano ShakeOut.

A redução do risco de acidentes graves e catástrofes, bem como o decréscimo do número de vítimas associadas, é uma preocupação do Municipio, que tem motivado o desenvolvimento de uma estratégia assente na formação dos seus operacionais e serviços, identificação de riscos e implementação de políticas de prevenção para tornar Faro um concelho ainda mais seguro.

Na evbentualidade de se verificar um alerta de sismo, devem adotar-se os três passos básicos de proteção:

1 – Baixar – baixe-se sobre os joelhos, esta posição evita que possa cair durante o sismo, conseguindo no entanto mover-se;
2 – Proteger – proteger a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos e procurando abrigar-se, colocando-se, se possível, sob uma mesa resistente, segurando-se firmemente à mesma.
3 – Aguardar – aguarde até a terra parar de tremer.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.