A Esfoliação estimula a regeneração celular!

16

A esfoliação é hoje em dia um hábito corrente na sociedade contemporânea, guiada por exigências que impõem uma maior preocupação com o cuidado pessoal, não só pelos importantes factores de prevenção e saúde, mas também pela valorização da imagem, cujo primeiro flash, é transmitido pelo estado da nossa pele.

Daí que a esfoliação seja essencial para manter a pele com aspeto agradável, macia e hidratada, quando executada de forma doseada, sem excessos e de acordo com cada tipo.

A esfoliação promove a remoção de impurezas e estimula a regeneração celular, contribui para combater o excesso de oleosidade e o aparecimento de cravos e espinhas, mas devido à configuração de cada tipo de pele, alerta-se para a intensidade de movimentos, sobretudo quando demasiado repetitivos e esforçados.

Para além de proporcionar a renovação celular, a esfoliação elimina marcas, manchas, acnes, aspereza e estimula a produção de novas células, de colágeno e uma maior hidratação da pele.

Para o ritual de esfoliação, é importante seguir alguns princípios básicos, a começar pelo tipo de partícula que se escolhe, tendo em atenção, o estado e o tipo de pele, depois a regularidade ou os intervalos entre cada esfoliação,

É basico, mas pelo sim pelo não, recomenda-se esse exercício em suaves movimentos circulares, nos timmings mais adequados, porque quando em excesso ou de forma descontrolada, a esfoliação pode ativar as glândulas sebáceas, favorecendo a oleosidade e causando um efeito contrário ao desejado, garantem alguns dos maiores especialistas em estética e fisioterapia dermo funcional, com base nos seus estudos e experiência profissional.

De igual modo as partículas indicadas para uma boa esfoliação também variam, existindo hoje no mercado inúmeras propostas e soluções, sendo as de origem vegetal, aquelas que prevalecem e ganham cada vez mais adeptos, devido aos inúmeros benefícios que aportam.

Essas partículas são geralmente integradas em cremes, gel´s, loções ou óleos, formulados em conjugação com outros componentes ou princípios activos, no caso dos naturais, que aportam soluções objectivas e beneficiosas.

Para as peles mais jovens, é geralmente recomendado o exercício esfoliante até duas vezes por semana, já para as peles mais maduras, aconselha-se o procedimento até três vezes por semana, porque a regeneração celular é mais lenta, dizem os especialistas.

Fonte: Herbineiro




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.