EN 125: Presidente da AMAL declara-se cansado de promessas!

9

Jorge Botelho, presidente da AMAL, a Comunidade Intermunicipal do Algarve, disse ontem depois da reunião com António Ramalho, o presidente das Estradas de Portugal, que a reunião foi positiva, mas é “preciso concretizar o que está planeado”.

O presidente da AMAL e da Câmara de Tavira, afirma-se cansado de promessas, “o que queremos é que as obras sejam colocadas no terreno, recomecem, que se façam, porque os algarvios, a 125 e a economia do Algarve necessitam das obras feitas”, afimou, adiantando que fica a aguardar pela reunião que ficou agendada para o próximo mês de janeiro, altura em que será feito “o ponto da situação”.

Entretanto António Ramalho, o responsável pelas Estradas de Portugal, em declarações à comunicação social depois do encontro com os autarcas algarvios, a quem transmitiu que as obras de requalificação da EN125 vão avançar, devendo estar concluídas até ao primeiro trimestre de 2016, afirmou que o reenício dos trabalhos, somente está pendente da aprovação do Tribunal de Contas, mas pelo que se percebeu, a documentação ainda não foi sequer enviada, àquele Tribunal.

O mesmo responsável, adiantou que não haverá intervenções durante o verão, estando apenas previsto o reenício dos trabalhos nas variantes de Faro, Lagos e Troto, que continuam incompletas, mas que deverão ficar concluidas até oito meses, depois da retoma da obras.

Segundo um comunicado entretanto distribuído, diz-se que o “Contrato para Conservação dos 426 quilómetros de estradas e das 268 obras de arte, pontes, viadutos e travessias, que constituem a rede a cargo da estradas de Portugal no distrito de Faro, foi adjudicado à empresa Tecnovia”, para o triénio 2014-2017″.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.