easyJet apresenta resultados com crescimento de 2,6%

17

A taxa de ocupação média da easyJet, cresceu 0,7 pontos percentuais para 89,7%, enquanto que a capacidade disponível aumentou 3,6% para 32,2 milhões de lugares, informa a companhia.

A estratégia de alocação disciplinada de capacidade, as melhorias efetuadas ao nível da taxa de ocupação, o bom mês de outubro, a Páscoa e o desempenho em termos de lugares atribuídos, contribuiram para um aumento da receita total por assento de 2,6% (anual) em moeda constante, e 0,2% por assento numa base reportada, para 54,91 libras.

A easyJet registou uma poupança sustentável de 21 milhões de libras nos seis meses em análise, que terminaram no dia 31 de março de 2015.

Nos seis meses que terminaram a 31 de março de 2015, a easyJet entregou 180 milhões de libras ou 45,4 pence por ação aos seus acionistas através do pagamento de dividendos ordinários, a um índice de pagamentos crescente de 40% sobre o lucro depois de impostos, para o ano que terminou a 30 de setembro de 2014.

A companhia terminou a primeira metade do ano fiscal com 976 milhões de libras em caixa e depósitos bancários, uma redução de 93 milhões de libras face aos valores registados no ano anterior. O fluxo de caixa líquido a 31 de março de 2015 era de 416 milhões de libras, comparado com os 449 milhões de libras em 31 de março de 2014.

A partir de maio de 2016 todos os futuros aviões A320 terão 186 lugares, a frota existente de aeronaves A320 com 180 lugares será adaptada a partir do inverno de 2016. Os A320 com 186 lugares deverão registar uma redução dos custos por assento na ordem dos 2%, quando comparados com os A320 de 180 lugares.

Pra Carolyn McCall, CEO da easyJet, “A easyJet registou um desempenho recorde na primeira metade do ano, tendo-se mantido fiel à estratégia de tornar as viagens mais fáceis e acessíveis para os passageiros. O lucro registado no primeiro semestre reflete o sucesso das iniciativas de otimização de receitas centradas no cliente, os bons resultados registados no final da época de ski e os benefícios recebidos que resultaram da diminuição do preço do combustível e de movimentos cambiais favoráveis.

Entramos agora na importante época do verão com as reservas a longo prazo a registarem valores em linha com os verificados no ano passado. Tal como prevíamos, os passageiros estão a beneficiar da queda das tarifas, fruto de um ambiente operativo mais competitivo, e dos custos de combustível mais reduzidos. A easyJet mantém-se bem posicionada para aumentar as receitas e os lucros este ano, oferecendo um retorno sustentável aos seus acionistas devido à sua rede atrativa, a uma base de custos reduzida e a um sólido balanço financeiro.”




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.