Casais mais felizes quando fazem fins de semana juntos

7

Os namorados portugueses preparam-se para declarar o amor mútuo, no próximo dia dos namorados, mas fora desse dia tão importante para o casal, nem sempre é exatamente assim, como o demonstra um recente estudo patrocinado pela Budget Rent-a-car, que entrevistou mais de 7.000 pessoas em sete países.

O estudo em causa, conclui que os casais portugueses, que passam juntos fins de semana em grande, têm uma vida mais feliz. 93% dos inquiridos dizem ter perspetivas mais positivas depois de um fim de semana em grande com a sua cara-metade, 76% sente-se mais próximos e 75% mais renovados.

Relativamente à frequência de fins de semana em grande em conjunto, 60% responde que no máximo têm três durante o ano.

Infelizmente, cerca de ¼ dos inquiridos (23%) não se recorda da última vez que teve um fim de semana em grande. 26% dos inquiridos culpa o trabalho por não ter mais fins de semana em grande, 3% refere ser demasiado preguiçoso e 2% aponta o facto de estar numa relação.

Uma larga fatia dos inquiridos (76%) indica o dinheiro como o principal problema para ter um fim de semana em grande. Os portugueses apontam para um custo médio de 147€ para um fim de semana com tudo incluído, o que significaria um total de 7.644€ num ano.

Para dar uma oportunidade ao amor, a Budget Portugal oferece rosas, durante o próximo dia dos namorados, nos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro, em cada aluguer de viaturas.

Além da Campanha “O amor está no ar”, que decorre até ao final do mês de março, a empresa oferece até 14% de desconto em reservas efetuadas online na opção de pré pagamento, durante os dias 13 e 15 de Fevereiro, para alugueres a realizar durante os fins de semana de Março. “Porque o amor não é apenas para o fim de semana do Dia dos Namorados, mas para todos os fins de semana” refere Angelo Brienza – Head of Marketing da Budget.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.