Albufeira expõe Pintura, Escultura, Fotografia, Ilustração e Desenho

5

Albufeira apresenta neste mês de Janeiro um vasto programa de exposições que não deixa ninguém indiferente, pela diversidade e qualidade  das obras expostas.

Até ao próximo dia 4 de janeiro, a Galeria Municipal apresenta um conjunto de trabalhos de pintura, escultura e fotografia da autoria dos utentes da Associação de Apoio à Pessoa Excecional do Algarve (APEXA), vencedores da 6ª edição do concurso “Reabilitar através da Arte”, que tem como tema “A Minha História…”.

A partir do dia 10 de janeiro e até 8 de fevereiro, a Galeria Municipal passará a exibir uma mostra de pintura, escultura, fotografia, instalação, desenho e ilustração intitulada “Contrastes”. Um grupo de jovens artistas recém-licenciados da Universidade do Algarve, no campo das Artes Visuais, formaram o 5 Contrast, onde cada membro cria as suas próprias obras de arte, que vão desde a produção mais tradicional até à mais contemporânea.

Na galeria de Arte Pintor Samora Barros será possível assistir, de 4 a 28 de janeiro, à obra coletiva de Artemisia e suas alunas. “Cores e Formas” é uma exposição de pintura que reúne diversos trabalhos da artista, natural de Boliqueime, e das aprendizes que frequentam o seu atelier.

No edifício dos Paços do Concelho continua a exposição “Recordando Albufeira”, uma mostra de fotografias antigas que fazem parte da coleção de Henrique Ferreira. As temáticas são muito variadas com prevalência para aspetos panorâmicos, arquitetónicos e urbanísticos, mas também festividades civis e religiosas. A mostra pode ser visitada até 31 de janeiro.

Os corredores do edifício dos Paços do Concelho encontram-se decorados a rigor com diversos apontamentos natalícios elaborados pelos alunos dos ATL’s, Ludotecas e Escola de Trânsito de Albufeira e pelos utentes do Clube Avô. Este ano, a exposição “Pedacinhos de Natal” tem como tema o Natal Campestre e foi elaborada a partir de materiais naturais e recicláveis. A mostra termina no próximo dia 6 de janeiro.

Já no Museu Municipal de Arqueologia está em exposição a coleção fotográfica “Cortiça – da terra ao céu”. A mostra reúne um conjunto de 30 fotografias sobre o descortiçamento e as fases de processamento industrial da cortiça, produto que já foi comparado pela revista The Economist aos diamantes de África e ao petróleo do Médio Oriente, com a mais-valia, em relação a estes, de ser renovável e não poluente. A artista é natural do Brasil e reside em Portugal, onde frequentou os cursos profissionais de fotografia do Instituto Português de Fotografia e da ETIC. Para ver até dia 2 de março.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.