43ª Volta ao Algarve na estrada de 15 a 19 de Fevereiro

43ª Volta ao Algarve na estrada de 15 a 19 de Fevereiro

8

A edição 2017 de Volta ao Algarve em Ciclismo, vai estar na estrada de 15 a 19 de Fevereiro, com um pelotão que para já, tem confirmadas dez equipas do WorldTour, o escalão de elite mundial, quatro Continental Profissional e sete da categoria Continental.

A 43ª Volta ao Algarve, disputa-se em cinco etapas num total de 770,2 quilómetros e num percurso que conjuga importantes fatores de exigência, para testar as capacidades desportivas dos ciclistas e das equipas no início da temporada.

O trajeto idêntico às edições anteriores, é constituído por duas etapas propícias para velocistas, duas chegadas em alto e um contrarrelógio individual, configuração que destacará o ciclista com melhores níveis de preparação.

A competição arranca com uma ligação para roladores e sprinters, que levará os corredores de Albufeira até Lagos, ao longo de 180,3 quilómetros praticamente planos. A única subida pontuável do dia é de terceira categoria e está instalada na Picota, ao quilómetro 22,4.

O segundo dia será palco o primeiro teste entre os candidatos à camisola amarela final, ao longo dos 189,3 quilómetros que unem Lagoa ao alto da Fóia, em Monchique. A chegada do ponto mais alto do Algarve (900) irá ser feita por uma vertente diferente da do ano anterior. A escalada para a meta terá 9,1 quilómetros e uma inclinação média de 6,2 por cento. No entanto, o primeiro quilómetro desta subida tem rampas duríssimas e uma média de inclinação de 9,6 por cento.

A terceira etapa repete o contrarrelógio de 18 quilómetros, com início e final em Sagres, no qual Fabian Cancellara venceu e Tony Martin ascendeu ao comando da geral, na edição de 2016.

Os sprinters deverão ser os protagonistas da quarta etapa, a mais longa da competição. A partida será dada em Almodôvar e a chegada, 203,4 quilómetros adiante, vai acontecer em Tavira, cidade que habituou a caravana da Volta ao Algarve a grandes banhos de multidão.

Espera-se que haja emoção até ao último metro de corrida, já que a derradeira tirada termina na mítica subida do Malhão (2,8 km com inclinação média de 8,9 por cento), depois de percorridos 179,2 quilómetros, com início no centro de Loulé. O Malhão será ainda escalado a 41,5 quilómetros, no início de um circuito final de permanente sobe e desce que faz lembrar as clássicas das Ardenas.

O pelotão da 43.ª Volta ao Algarve já ganha forma. Na última semana confirmaram a presença mais três equipas do WorldTour, FDJ, Lotto NL-Jumbo e Movistar, fazendo subir para dez o número de conjuntos de primeira divisão com presença assegurada na prova portuguesa.

Equipas já confirmadas:

WorldTour: Astana (CAZ), Bora-hansgrohe (GER), Cannondale-Drapac (EUA), Dimension Data (RSA), FDJ (FRA), Katusha-Alpecin (SUI), Lotto NL-Jumbo (NED), Lotto Suudal (BEL), Movistar (ESP) e Quick-Step Floors (BEL).

Continental Profissonal: Caja Rural-Seguros RGA (ESP), Gazprom-RusVelo (RUS), Manzana Postobón (COL) e Wanty-Groupe Gobert (BEL)

Continental: Efapel, LA Alumínios-Metalusa, Louletano-Hospital de Loulé, RP-Boavista, Sporting-Tavira e W52-FC Porto (POR), e Rally Cycling (EUA)

Volta ao Algarve / Etapas 2017:

15 de fevereiro – 1.ª Etapa: Albufeira – Lagos, 180,3 km
16 de fevereiro – 2.ª Etapa: Lagoa – Fóia (Monchique), 189,3 km
17 de fevereiro – 3.ª Etapa: Sagres – Sagres (C/R Individual), 18 km
18 de fevereiro – 4.ª Etapa: Almodôvar – Tavira, 203,4 km
19 de fevereiro – 5.ª Etapa: Loulé – Malhão, 179,2 km

FPC/CM




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.